anuncio

7 Things


REVIEW

“7 Things” é o primeiro single do álbum Breakout. A canção estreou na Rádio Disney dia 12 de Maio de 2008 e chegou oficialmente às lojas somente no dia 17 de Junho.

Com um rock Avril Lavigne e o toque que Miley herdou de Billy Ray Cyrus, a música tem uma mensagem forte a passar aos jovens: a dor do namoro. O carro-chefe de Breakout foi muito bem escolhido, já que “7 Things” uma música sincera, forte e viciante. A canção é literalmente um desabafo de Miley e também uma forma de outras garotas se encontrarem na canção.

“Não há uma garota na América que nunca odiou o ex-namorado”, diz Miley Cyrus.

“7 Things” foi escrita por Miley Cyrus, Antonina Armato e Tim James, todos que também escreveram o hit “See You Again” e muitas outras músicas para o CD Hannah Montana 2: Meet Miley Cyrus.
Na canção, Miley enumera sete coisas que ela odeia sobre seu ex-namorado. Também descreve a dor de uma recente separação. Ela acusa o garoto de sentir coisas por outras garotas, escrito no verso “You love me, you like her”. No final da canção, a mesma se contraria, enumerando sete coisas que ela gosta sobre seu ex-namorado.

Miley descreveu a canção como uma “terapia”, dizendo que a música “vai através de todas as fases diferentes do que está passando nos últimos dois anos”. Em uma entrevista com Ryan Seacrest, disse que a intenção da música é atingir não só aquele para quem Miley escreveu a música, mas sim todos aqueles que já fizeram qualquer garota passar pelo que Miley passou.

“Eu quero que eles sejam incomodados. Esse foi o meu ponto. A letra é para atravessar, como, 900 emoções ao mesmo tempo.”

VIDEOCLIPE

Berrt Ratner, que também dirigiu o clipe “Touch My Body” da cantora Mariah Carey, ajudou Miley a expor seus sentimentos através do clipe, assim como fez na música. Nas cenas do clipe podemos ver Miley cantando enquanto enfatiza a dor de perder um namorado, assim como outras garotas no clipe.
O vídeo começou a ser gravado dia 30 de Maio de 2008 em Los Angeles. No dia 2 de Junho de 2008 foram divulgadas as primeira fotos oficiais e no dia 28 de Junho de 2008, exatamente às 7:55 da noite foi lançado oficialmente o clipe no canal Disney Channel. No mesmo dia o clipe teve uma estréia ainda maior no canal ABC.

Durante a filmagem, Miley cedeu uma entrevista e fez alguns comentários que foram exclusivamente para o DVD da versão platinada de “Breakout”. Ela conta que a letra da música é direcionada para uma história de verdade, sobre uma relação e que é muito importante que ela seja expressada.
Para descrever o clipe, ela diz:

“São garotas que odeiam ou odiavam seus ex-namorados pulando e quebrando tudo. Acho que elas mostram tudo que eu queria mesmo mostrar. Elas faziam danças divertidas, jogando coisas no chão e quebrando objetos, amassando ursinhos e achei isso divertido.”

Clique aqui para conferir alguns detalhes a mais do clipe.

O diretor do clipe, Brett Ratner, conta que as garotas no clipe expressam tudo de modo pessoal, assim como a música pede. Miley conta que escolheu Brett pois ele sabia exatamente o que ela queria dizer, ou seja, ela queria um clipe simples que mostrasse tudo que tem na música. E foi isso que ela teve.
O videoclipe mistura Miley e outras garotas de coração partido usando palavras da música para atacar seus ex-namorados. Afinal, segundo Miley, esta era a intenção da música: atacar.
Nas fotos promocionais e dos bastidores do clipe, que vazaram na internet bem antes da estreia do clipe, mostra Miley quebrando uma guitarra falsa. Não se sabe a que fim as fotos ou a cena tiveram, já que não fazem parte do clipe e nada foi divulgado.

DESENVOLVIMENTO

“7 Things” se tornou uma das mais atingidas, acrescentou músicas contemporâneas para estações de rádio na semana seguinte, e até mesmo recebendo rotações no Adult Contemporary Radio Stations. A canção foi liberada através do da loja do iTunes no dia 17 de Junho de 2008 e disparou em vendas. Não existe single físico, apenas digital.
“7 Things” entrou na Billboard Hot 100 na 84ª posição. Duas semanas depois, a canção aumentou sessenta posições saindo do número #70 para o top 10, em décimo lugar. Apesar de cair seis posições na semana seguinte, 7 Things recuperou seu lugar no top 10. Na semana seguinte, tornou-se o hit mais alto de Miley/Hannah na Billboard Hot 100, quando alcançou a posição #3.
No top Pop Songs da iTunes, a canção chegou a segundo lugar, perdendo para Katy Perry com a música “I Kissed a Girl”.
O single atingiu charts de países do mundo todo, com ótimas posições.

CRÍTICAS

As críticas de “7 things” foram do mesmo modo que sua repercussão – um sucesso.
A Billboard descreveu “7 Things” uma concorrente digna de bons charts e descreveu-a como “uma estranha composição, auscultação decididamente entre o seu país de condução da juventude”.
Bill Lamb, responsável pelas críticas do site About.com descreveu o sucesso “7 Things” como o “Líder para seu novo álbum, Breakout. Após ‘See You Again’, Miley continuará sem dúvidas com a bola do sucesso.” Ele também falou que 7 Things é usada para reforças a noção de que “Miley não pretende ser somente uma atriz de TV generalizada como um fenômeno na música pop. A música serve para colocar a plateia para cantar a letra de verdade.”
Já o site CommonSenseMedia diz que o single é para os pais perceberem que essa é Miley Cyrus de verdade – e não Hannah Montana, já que esse é seu primeiro single sem relações com a personagem da série de TV. Eles também reforçam essa ideia dizendo que “agora podemos julgar Miley por ela mesma.”
O site britânico MusicUnriality enche o hit de elogios ao dizer que é impossível não gostar da música, sendo ela uma música ótima para o pop. Eles até comparam a música dela com Britney Spears, dizendo que “a música tem um pouco de rock também, descarregando a ideia de que pop é aquela batida eletrônica que Britney Spears tem feito ultimamente.”

RELAÇÃO COM NICK JONAS

Miley escreveu a música “7 Things” para Nick Jonas, da banda Jonas Brothers. Após uma entrevista para a revista Seventeen ela revelou o que todos já esperavam – que eles namoraram. Ela falou sobre sua relação com ele, descrevendo alguns detalhes como a data em que se conheceram, como tudo começou, o quanto estavam apaixonados e porque essa relação chegou ao fim.
Então, quando a música foi lançada e Miley disse que havia sido sobre um ex-namorado, todos já desconfiaram de que era para Nick. Em algumas entrevistas para rádio e revistas, ela confirmou que foi mesmo para ele.
Na letra ela fala sobre as 7 coisas que ama e que odeia nele. Ela o chama de inseguro e fútil, fala sobre como ele age feito um idiota quando está com amigos, mas também diz que ama seus cabelos, seus olhos e o modo que eles se beijam. O ponto alto da música é porque ela inclui na lista do que odeia e do que ama, o fato dele fazê-la amá-lo.
Quando Nick foi perguntado sobre o assunto, ele negou dizendo: “Meus amigos não são uns idiotas […]” (se referindo à letra da canção). Essa foi a única vez em que Nick se pronunciou sobre a música.

Miley também inclui uma “terceira pessoa” na história quando diz ‘You Love Me, You Like Her’ (Você me ama, gosta dela). Esse verso, para alguns, se refere à Selena Gomez, também estrela da Disney, que foi vista com Nick algumas vezes e que foi apontada como namorada dele, logo após o fim do namoro entre Nick e Miley. Mas isso não foi confirmado e nenhum dos três envolvidos falou sobre isso.
Em sua autobiografia “Miles To Go”, Miley conta que quando terminou o namoro com o “Príncipe Encantado”. Ela estava triste, ao mesmo tempo com raiva e confusa. Então ela começou a escrever “7 Things”, um dia antes de sua turnê Best of Both Worlds terminar para puni-lo, fazendo com que ele recebesse de volta a dor que causou nela. Mas quando começou a música, Miley sabia que ela acabaria se transformando numa música de amor. E foi isso que aconteceu. Ela declara:

“Eu estava brava quando escrevi ‘7 Things’. Eu queria puni-lo por ele ter me machucado. Começa com uma lista de “odeio”. Mas eu não sou uma hater. Meu coração sabia desde o início que se tornaria uma canção de amor. […] É uma música sobre como eu deveria odiá-lo mas eu não odeio e não sei porque. É uma música sobre perdoar e não esquecer. É assim que eu me sinto: É difícil imaginar que nosso amor seja uma história com um fim. Mas você sabe, pelo menos eu estou tirando algumas músicas boas disso.”

“7 Things” não é a única música do álbum “Breakout” sobre o Nick. Miley confessa que o álbum é quase todo dedicado à esse ex-namorado. Nick também já escreveu e gravou com seus irmãos músicas sobre a Miley, como “Sorry” e “Can’t Have You”, do álbum “A Little Bit Longer”.

DIVULGAÇÃO

Miley passou por diversos programas, rádios e shows na Europa e Estados Unidos para promover o single, juntamente com seu CD “Breakout”:

    17 de Maio de 2008 – Zootopia (Programa de Rádio)
    18 de Julho de 2008 – Programa Good Morning America
    25 de Julho de 2008 – Programa TRL
    01 de Agosto de 2008 – Programa FNMTV
    03 de Agosto de 2008 – Teen Choice Awards
    14 de Setembro de 2008 – City of Hope (Show Beneficente)
    27 de Setembro de 2008 – Foxwoods
    12 de Outubro de 2008 – BBC Swith Live, Londres
    27 de Outubro de 2008 – Goya Club, Berlim (Show & Gravação especial)
    12 de Novembro de 2008 – Star Academy em Paris
    29 de Novembro de 2008 – Programa X-Factor
    31 de Dezembro de 2008 – Festa de Ano Novo com MTV
    24 de Abril de 2009 – Inauguração da Loja Apple em Londres
    07 de Junho de 2009 – A Time for Heroes
    25 de Outubro de 2009 – City of Hope (Show Beneficente)
    29 de Maio de 2010 – Rock in Rio Lisboa
    06 de Junho de 2010 – Rock in Rio Madri

Wonder World Tour é a primeira turnê sem ter nenhuma relação com seu alter ego Hannah Montana e sendo essa também, a primeira turnê mundial de Miley Cyrus.
A performance de “7 Things” da Wonder World Tour começa quando acaba a de “Start All Over”.
Durante a música, Miley anda pelo palco, enquanto os telões mudam de cores. Essa é uma das músicas com menos efeitos – apenas a performance e a voz de Miley que foram os destaques, além do público que acompanha toda a letra.

Clique aqui para saber mais sobre a turnê Wonder World Tour.

Em sua terceira turnê, a Gypsy Heart Tour, que passou pelo Brasil, Miley também não dispensou a música. Com uma calça de couro preta combinando com uma blusa de couro grudada e com brilhos, ela faz de “7 Things” uma das músicas mais cruas do show. Sem grandes produções, é apenas ela e seus fãs cantando e sentindo a música. Em alguns shows, ela mudou a letra e chegou a rasgar uma foto de Nick Jonas que jogaram da plateia.

Clique aqui para saber um pouco mais sobre a Gypsy Heart Tour.

CURIOSIDADES

  • “7 Things” é a música preferida de Miley do “Breakout”, junto com “Fly On The Wall”. Ambas músicas pessoais para a cantora.
  • Durante as gravações do videoclipe de “7 Things” , Miley quebra uma guitarra e um violão, mais as cenas não entraram para a versão final do videoclipe, sem ter uma explicação divulgada.
  • O single de “7 Things” foi lançado apenas digitalmente. O single físico nem chegou a ser planos para a gravadora de Miley.
  • A foto que Miley rasga no videoclipe é mesmo de seu ex-namorado Nick Jonas.
  • No YouTube, o vídeo ficou com mais de 60 milhões de visualizações e em 16º no vídeo mais comentado no YouTube de todos os tempos.
  • No dia 12 de outubro, durante o show em Londres na BBC Switch Live, no final da performance de “7 Things” ela diz “I still Hate You” (“Ainda te Odeio”)
  • No dia 7 de Junho de 2009, quando cantava a música em um evento beneficente, ela mudou a letra da música de “Let’s be clear, i am not coming back. You are taking 7 steps here” (“Me deixe ser clara, não estou voltando. Você ainda tem que dar 7 passos”) para “Let’s be clear, I might come back. You have taken 7 steps here” (Me deixe ser clara, talvez eu volte. Você já deu os 7 passos até aqui)
  • Durante a performance de “7 Things” na Wonder World Tour no dia 29 de Setembro, em Salt Lake City, Miley teve que sair do palco pois teve uma infecção na garganta e precisava de atendimentos médicos. Sua banda e back vocals continuaram a canção para ela, e quinze muitos depois Miley voltou para continuar o show. “Kicking and Screaming” e “Wake Up America” foram retiradas da lista para compensar o tempo perdido.